GOVERNANÇA

GOVERNANÇA

Ética e transparência

A JBS trabalha para garantir um ambiente ético e íntegro em todos os seus processos. Para isso, atua em todos os mercados orientada pelas diretrizes da Diretoria Global de Compliance, guardiã de processos, políticas, canais e programas que estimulam a ética e a boa conduta nas operações e relações da Companhia.

Diretoria Global de Compliance

A companhia criou uma Diretoria Global de Compliance no ano de 2017, responsável pelo desenvolvimento do “Faça Sempre o Certo”. Para garantir a independência de atuação, a diretoria se reporta ao Conselho de Administração. O órgão tem subordinadas duas lideranças, sediadas no Brasil e nos Estados Unidos, com equipes responsáveis por processos como avaliação de riscos, due diligence de terceiros, análise de conflitos de interesse, treinamentos e ações de comunicação. Oito Comitês de Ética desdobram as diretrizes na realidade de negócios e áreas específicas.

Política Global Anticorrupção

A Política Global Anticorrupção tem o objetivo de garantir a conformidade de todos os colaboradores da JBS S.A. e de suas empresas controladas não listadas, de acordo com as leis anticorrupção vigentes nos países nos quais a companhia tem ou pretende estabelecer negócios. A Política contempla os seguintes assuntos:

  • Proibição de dar ou aceitar propina;
  • Pagamentos a agentes públicos;
  • Contribuições políticas;
  • Brindes, entretenimento e hospitalidade;
  • Auditorias periódicas;
  • Penalidades por violações.

Saiba mais – conheça a Política Global Anticorrupção.

Código de Conduta e Ética (CCE)

O documento orienta colaboradores para que possam agir em conformidade com a companhia em todas as situações, apontando quais são as condutas e comportamentos aceitáveis e exigidos pela JBS.

Disponível em português, inglês, italiano e espanhol, foi elaborado para consolidar e unificar as diretrizes globais existentes nas diferentes operações da JBS no mundo.

Nos termos do CCE, a falha em cumprir com o Código ou Políticas da companhia sujeitará o infrator às medidas disciplinares que podem incluir rescisão da relação de emprego e outras consequências, conforme permitido por lei. Quaisquer falhas com relação ao cumprimento do código serão apuradas pela área de Compliance e remetidas para análise e deliberação das medidas cabíveis pelo Comitê de Ética Institucional da Companhia.

Periodicamente o Código é revisado para manter-se atualizado com relação às melhores práticas de Compliance. A última revisão ocorreu em 2020.

Saiba mais – acesse aqui o documento na íntegra.

Código de Conduta de Parceiros de Negócios (CCPN)

A JBS está comprometida em conduzir os seus negócios de maneira ética, com integridade e espera que seus parceiros tenham o mesmo comprometimento. Por isso, a companhia possui um Código de Conduta de Parceiros de Negócios que deve ser seguido por terceiros que realizam qualquer tipo de transação com a JBS, como clientes e fornecedores.

Os capítulos do documento abordam os seguintes temas:

  • Cumprimento de leis;
  • Segurança do alimento e qualidade do produto;
  • Bem-estar animal;
  • Práticas anticorrupção;
  • Brindes e entretenimento;
  • Conflito de interesses e contribuições políticas;
  • Práticas anticoncorrenciais;
  • Regras trabalhistas e imigração;
  • Assédio;
  • Direitos humanos;
  • Saúde e segurança;
  • Confidencialidade de informações e privacidade de dados;
  • Informações privilegiadas;
  • Subcontratação;
  • Prevenção à lavagem de dinheiro;
  • Combate a financiamento do terrorismo;
  • Controles comerciais internacionais, proteção de ativos, livros e registros contábeis;
  • Meio ambiente e sustentabilidade;
  • Requisitos para relatos.

Os parceiros de negócios devem cumprir integralmente as legislações, regras e os regulamentos aplicáveis. O CCPN deve ser lido e interpretado em conjunto com a legislação vigente, considerando o local e o contrato firmado com o parceiro de negócios. Se o cumprimento do CCPN resultar em violação de leis ou regulamentos locais, o parceiro de negócios deve seguir a lei ou o regulamento local. Em 2020, o documento foi aprimorado com o reforço de questões voltadas à sustentabilidade, como o bem-estar animal.

Para mais informações, consulte o documento na íntegra aqui.

Compromissos assumidos

A JBS, no Brasil, assume compromissos éticos perante seus acionistas, stakeholders e sociedade. Entre eles, estão os que constam no Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, assinado pela companhia em 25 de abril de 2018. O compromisso dispõe sobre:

  1. Informar colaboradores e stakeholders a respeito da Lei Anticorrupção brasileira;
  2. Divulgar e orientar os princípios legais aplicáveis às suas atividades;
  3. Atuar junto à cadeia produtiva no desenvolvimento de práticas de integridade e cumprimento de leis;
  4. Vedar atividades que possam ser caracterizadas como suborno;
  5. Manter o robusto Programa de Compliance, avançando no seu aprimoramento constante;
  6. Disponibilizar um canal interno de denúncias;
  7. Divulgar de forma transparente as estruturas societárias do seu grupo empresarial;
  8. Cuidar para que os seus registros contábeis sejam corretos e transparentes.

Como parte de sua evolução e participação junto aos órgãos relevantes, a JBS filiou-se ao Instituto Ethos e assinou o Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, desenvolvido pelo instituto com o objetivo de propagar boas práticas empresariais e promover um mercado mais íntegro e ético. Neste mesmo Instituto, a empresa participa de grupos de trabalho sobre temas relacionados a ética e integridade.

Faça Sempre o Certo

O programa “Faça Sempre o Certo” busca incentivar a manutenção de um ambiente ético e íntegro em todos os processos da companhia, seguindo diretrizes locais e internacionais sobre Compliance.

Criado em 2017, sob a responsabilidade da Diretoria Global de Compliance, o programa está fundamentado em oito pilares de ação:

Liderança e Governança

Compliance no Brasil

Para discutir os avanços do programa de Compliance da JBS, o “Faça Sempre o Certo”, assim como deliberar sobre temas relacionados ao canal de denúncias, a companhia criou Comitês de Ética para cada unidade de negócio. Esses Comitês são reunidos trimestralmente ou, em caso de necessidade, podem acontecer extraordinariamente, sendo compostos pela alta administração da companhia. No Brasil, a JBS conta com sete Comitês de Ética que apoiam e direcionam as atividades de Compliance.

Compliance nos Estados Unidos

Grupo de Ética e Conformidade (GEC) se reporta ao Conselho Consultivo Independente e o CEO da JBS USA, assim como para o Conselho de Administração e o CFO da Pilgrim’s. O GEC é responsável por gerenciar o JBS Ethics Point (“Linha Ética”), da JBS USA e da Pilgrim’s e por desenvolver, administrar e promover treinamentos das políticas e procedimentos auxiliares ao Código de Conduta e Ética, incluindo antissuborno/anticorrupção, antitruste/concorrência, comércio internacional e sanções, conflitos de interesses e presentes. Assim como no Brasil, a JBS USA possui um Código de Conduta do Fornecedor, que é administrado pelo GEC e exige que os fornecedores terceirizados adotem e demonstrem o mesmo compromisso, seguindo padrões aceitáveis ​​de conduta e integridade nos negócios e cumprindo todas as leis, regulamentos e regras aplicáveis.

Dean Hollis

Former President and CEO, Consumer Foods at ConAgra Foods

Dimitri Papanayotopoulos

Former Vice Chairman, Proctor & Gamble

Harvey Pitt

Former Chairman of the Securities and Exchange Commission (SEC)

John Boehner

Former Speaker of the U.S. House of Representatives

Avaliação de Riscos

  • Saúde e segurança no trabalho;
  • Diversidade no local de trabalho;
  • Ambiente livre de assédio;
  • Observação de regras trabalhistas e de imigração;
  • Segurança do alimento;
  • Proteção do meio ambiente e sustentabilidade;
  • Tratamento de conflito de interesse e transações com partes relacionadas;
  • Práticas anticorrupção e prevenção à lavagem de dinheiro;
  • Políticas de presentes, entretenimentos, contribuições políticas, doações filantrópicas e patrocínios;
  • Relacionamento com o governo e contratação com agentes públicos;
  • Relações com sindicatos;
  • Controles comerciais;
  • Práticas antitruste e concorrenciais;
  • Uso de informações privilegiadas;
  • Proteção de dados, propriedade intelectual, uso de ativos da companhia e comunicações eletrônicas;
  • Manutenção de livros e registros contábeis.

Com o Código de Conduta de Parceiros de Negócios (CCPN), a companhia busca se proteger de riscos atrelados às violações de legislações e responsabilidade que lhe podem recair em decorrência da relação com seus parceiros. Através do CCPN a companhia busca assegurar, por parte de seus parceiros, o cumprimento das leis (incluindo legislação de proteção ao meio ambiente, leis de defesa à concorrência, proteção contra práticas anticorrupção e anticoncorrenciais, legislação trabalhista, diretos humanos, leis de saúde e segurança do trabalho, entre outras). A JBS busca, ainda, estabelecer diretrizes para prevenção de maus tratos aos animais, bem como regular as práticas de doações, brindes e entretenimento, conflitos de interesse e contribuições políticas.

Além disso, os colaboradores não devem se envolver em condutas que possam reduzir a livre e justa concorrência, tais como acordos com outras empresas ou manipulação de processos de licitação. Os colaboradores não devem oferecer, solicitar ou trocar informações com um concorrente sobre preços, propostas, participações de mercado ou outras informações relevantes.

A JBS utiliza um sistema de due diligence para fazer a avaliação reputacional de terceiros e, assim, garantir maior confiabilidade e segurança na contratação de parceiros de negócios. Os dados de fornecedores são cruzados automaticamente com diversas bases de dados e listas de investigação. O processo garante a não contratação de empresas e pessoas físicas cujas práticas estão em conflito com os valores éticos da organização.

Em 2020, a Companhia contratou uma consultoria internacional para realizar melhorias e atualizações no software, com o objetivo de aprimorar e automatizar ainda mais esse processo de avaliação reputacional de terceiros. Nos últimos dois anos (2019 e 2020), a área realizou mais de 6,8 mil due diligences. Quando são incluídos sócios e demais participações societárias, o número supera as 36 mil avaliações no período.

O foco dessas verificações é reputacional. Para isso, a área de Compliance conta com equipe que se dedica exclusivamente a realizar as análises, uma política específica sobre o tema e o software próprio desenvolvido para cobrir os riscos relacionados ao negócio

Canal de Denúncias

Os canais de denúncias da JBS estão disponíveis a todos os públicos de relacionamento da companhia (colaboradores, fornecedores, investidores, clientes, entre outros). Por meio deles é possível relatar irregularidades ou comportamentos em desacordo com o Código de Conduta e Ética ou com o Código de Conduta de Parceiros de Negócios da JBS.

Desde dezembro de 2017, a Ouvidoria não reporta denúncias e os casos eventualmente recebidos são encaminhados à Linha Ética para o devido tratamento.

Em 2020, foram recebidos pelo canal Linha Ética JBS 2.909 relatos, sendo todos devidamente tratados e investigados e 552 finalizados como procedentes ou parcialmente procedentes. Para esses casos, medidas disciplinares e planos de ação podem ser aplicados.

O Linha Ética JBS atende a América do Sul e o JBS Ethics Point recebe as denúncias das demais operações da empresa. Esses canais estão disponíveis em 17 idiomas e funcionam 7 dias por semana, 24 horas por dia.

Se a denúncia for relacionada à JBS S.A. ou às suas subsidiárias, é utilizado o site linhaeticajbs.com.br ou os seguintes telefones: Brasil: 0800 377 8055 / Argentina: 0800 666 1659 / Uruguai: 000 401 90861.

Se a denúncia for relacionada à JBS USA ou às suas subsidiárias, é utilizado o site jbsusa.ethicspoint.com ou os seguintes telefones: Alemanha: 0-800-225-5288/ Austrália:1-800-270-824/ Bélgica: 0-800-100-10/ Canadá: 1-888-536-1510/ China – Sul: 10-811 e Norte: 108-888/ Estados Unidos: 1-888-536-1510/ França: 0800-91-6908/ Holanda: 0800-0201706/ México: 001-800-462-4240/ Nova Zelândia: 0508-868-976/ Reino Unido: 0808-234-9445/ República Checa: 00-800-222-55288.

Canais de Comunicação com as Partes Interessadas

A JBS disponibiliza diversos canais de comunicação com os seus públicos no Brasil. Dentre eles se destacam o site da Companhia e de suas marcas, canais de atendimento ao consumidor, Linha Ética, perfis nas redes sociais como LinkedIn, Instagram e Facebook, canais de comunicação com os seus colaboradores e com os demais públicos interessados, como clientes, consumidores, fornecedores, investidores e imprensa, entre outros.

Principais avanços na área de Compliance em 2020:

  • Lançamento da Política Global Anticorrupção: Foi desenvolvido um documento específico sobre o tema, com o objetivo de orientar e alertar os colaboradores a respeito das diretrizes da companhia para o assunto e o comportamento esperado. Esse documento é aplicado em todas as regiões onde a JBS tem negócios.
  • O programa de Compliance da JBS, “Faça Sempre o Certo”, passou por avaliação externa e obteve um percentual de 97% de aderência às melhores práticas de Compliance.
  • Revisão do Código de Conduta e Ética e do Código de Conduta de Parceiros de Negócios: Os documentos foram aprimorados com a inclusão de novos tópicos e a melhora na redação, deixando os códigos ainda mais completos e com uma linguagem mais clara e direta.
  • Realização do ciclo de treinamentos de temas específicos de Compliance (Anticorrupção, Antitruste Conflito de Interesses): mais de 40 mil colaboradores treinados.

Compliance onde atuamos

  • Realização de treinamentos em conformidade para mais de 190 mil colaboradores em todo o mundo sobre o Código de Conduta, a Política de Conflito de Interesses e a Política Anticorrupção.

Brasil:

  • Realização de pesquisa de Conflito de Interesses com cerca de 1,2 mil colaboradores (entre presidentes, diretores e gerente), com foco em identificar e tratar situações de conflito para a mitigação de possíveis riscos.
  • Contratação da consultoria Deloitte para melhorias e atualizações no software de due diligence, com o objetivo de aprimorar ainda mais o processo de avaliação reputacional de terceiros – mais de 27 mil análises de reputação realizada
  • Treinamento de terceiros on-line sobre o Código de Conduta de Parceiros de Negócios 2020;
  • Mais de 2,4 mil processos internos avaliados e monitorados.

Austrália:

  • Criação do Grupo Diretor da Escravidão Moderna e implantação do Código de Conduta do Fornecedor, incluindo normas de investigação e mitigação de riscos relacionados a qualquer forma de práticas de escravidão.

EUA:

  • Revisão e atualização da Política de Privacidade.

Europa:

  • Adoção do Código de Conduta Pilgrim’s, Política de Insider Trading e Política de Conflito de Interesses.

Treinamentos em 2020

Mais de 146 mil colaboradores treinados sobre o Código de Conduta e Ética no mundo;

Mais de 42 mil colaboradores (público administrativo e lideranças) treinados em práticas anticorrupção, conflito de interesses e antitruste

97% de aderência em auditoria de melhores práticas de Compliance.

Saiba mais –acesse aqui as iniciativas de compliance da JBS no Brasil e no mundo aqui